top of page

Um genio depois da morte! A triste historia de Vincent van Gogh.


Van Gogh foi um pintor holandês que viveu entre 1853 e 1890. Ele é considerado um dos maiores representantes do pós-impressionismo, um movimento artístico que surgiu no final do século XIX e se caracterizou pelo uso de cores vibrantes, pinceladas expressivas e temas variados, desde paisagens até retratos.

A vida de Van Gogh foi marcada por dificuldades, frustrações e problemas de saúde mental. Ele teve uma infância melancólica, uma juventude errante e uma carreira artística pouco reconhecida em vida. Ele se interessou por diversos assuntos, como religião, literatura, arte e filosofia, mas nunca se sentiu satisfeito ou realizado em nenhum deles.

Van Gogh começou a pintar aos 27 anos, depois de abandonar a carreira de pastor evangélico. Ele estudou arte em diversas escolas e cidades, mas foi principalmente um autodidata. Ele se inspirou em vários artistas, como Millet, Rembrandt, Delacroix e Monet, mas desenvolveu um estilo próprio e original.

Van Gogh pintou quase 900 obras em menos de dez anos. Ele retratou cenas do cotidiano, da natureza, da religião e de si mesmo. Ele usou cores fortes e contrastantes para expressar suas emoções e impressões. Ele também experimentou diferentes técnicas e materiais, como óleo, aquarela, pastel e gravura.

Algumas de suas obras mais famosas são:


Os Girassóis (1888):

  • Uma série de quatro telas que mostram buquês de girassóis em vasos. Van Gogh pintou essas obras para decorar o quarto do seu amigo Paul Gauguin, outro pintor pós-impressionista que morou com ele por alguns meses em Arles, no sul da França.

A Noite Estrelada (1889):


  • Uma paisagem noturna que representa a vista da janela do quarto de Van Gogh no hospital psiquiátrico de Saint-Rémy-de-Provence, onde ele se internou voluntariamente depois de cortar parte da sua orelha esquerda durante uma crise nervosa. A obra mostra um céu turbulento e luminoso sobre uma vila tranquila e uma montanha escura.

Os Comedores de Batata (1885):

  • Uma cena rural que retrata cinco camponeses sentados à mesa comendo batatas cozidas. Van Gogh pintou essa obra quando morava com os pais na Holanda. Ele quis mostrar a simplicidade e a dignidade dos trabalhadores pobres.

Autorretrato com Orelha Cortada (1889):


  • um dos vários autorretratos que Van Gogh fez ao longo da sua vida. Nesse, ele aparece com a cabeça enfaixada depois do episódio em que mutilou sua orelha esquerda com uma navalha. Ele segura um pincel e uma paleta na mão direita, indicando sua dedicação à arte.

Van Gogh morreu aos 37 anos, em Auvers-sur-Oise, na França. Ele se suicidou com um tiro no peito depois de sofrer uma série de crises depressivas. Ele foi enterrado ao lado do seu irmão Theo, que morreu seis meses depois dele. Theo foi o maior apoiador e incentivador de Van Gogh, financiando sua carreira e trocando centenas de cartas com ele.

Van Gogh não teve sucesso comercial nem crítico em vida. Ele só vendeu uma pintura e foi ignorado ou rejeitado pela maioria dos seus contemporâneos. Sua obra só começou a ser reconhecida e valorizada depois da sua morte, graças aos esforços da sua cunhada Johanna van Gogh-Bonger, que organizou exposições e publicou suas cartas.

Hoje, Van Gogh é considerado um dos maiores gênios da história da arte. Suas obras estão expostas nos principais museus do mundo e são admiradas por milhões de pessoas. Ele influenciou diversos movimentos artísticos posteriores, como o expressionismo, o fauvismo e o abstracionismo.

11 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page