top of page

O planeta que desafiou a morte e surpreendeu os cientistas!

O planeta tem uma massa de cerca de 2,5 vezes a de Júpiter e está a uma distância de 0,6 unidades astronômicas (UA) da sua estrela, o que equivale a cerca de 90 milhões de quilômetros. Ele completa uma volta ao redor da estrela a cada 200 dias. Esse planeta é diferente de outros que foram encontrados na zona habitável de outras estrelas, como o TOI 700 e, que tem um tamanho semelhante ao da Terra e pode ter água líquida em sua superfície. O 8 UMi b é um exemplo de como os planetas podem ter origens e destinos surpreendentes no universo.



Como e Quem descobriu?

O planeta 8 UMi b foi descoberto em 2015 por uma equipe de astrônomos coreanos liderada por Jae Woo Lee, do Instituto Coreano de Astronomia e Ciência Espacial. Eles usaram o método da velocidade radial, que mede as variações na velocidade da estrela causadas pela presença de um planeta. Eles observaram a estrela 8 UMi, também chamada de Baekdu, usando o espectrógrafo BOES, instalado no Observatório Astronômico Bohyunsan, na Coreia do Sul.

A descoberta foi confirmada em 2023 por uma equipe internacional de astrônomos liderada por Marc Hon, da Universidade do Havaí. Eles usaram o satélite TESS, da Nasa, que detecta os trânsitos dos planetas, ou seja, as diminuições no brilho da estrela quando o planeta passa na frente dela. Eles também usaram os telescópios Keck e Canadá-França-Havaí, localizados no Havaí, para obter mais dados sobre a estrela e o planeta.

Esses astrônomos ficaram surpresos ao descobrir que o planeta sobreviveu ao processo de expansão e contração da estrela, que deveria ter engolido o planeta. Eles sugeriram que isso pode ter acontecido por causa da interferência de uma segunda estrela que orbitava a 8 UMi no passado.


Como é a vida no planeta?

A vida no planeta 8 UMi b é muito improvável, pois ele é um gigante gasoso muito quente e sem superfície sólida. Ele também está muito próximo da sua estrela, que é uma gigante vermelha que já passou por uma fase de expansão e contração. Essa estrela pode ter emitido radiação intensa e ventos estelares que podem ter afetado a atmosfera do planeta. Além disso, o planeta pode ter sofrido a influência de uma segunda estrela que orbitava a 8 UMi no passado. Esses fatores tornam o ambiente do planeta muito hostil para a existência de vida como conhecemos.

7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page