top of page

Doenças cardiovasculares, cânceres, diabetes e doenças respiratórias: os maiores desafios da saúde!

As doenças mais comuns no Brasil são aquelas que fazem parte do grupo das Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNTs), que são doenças de longa duração e geralmente de progressão lenta. Elas são responsáveis por cerca de 71% de todas as mortes no mundo e 1,8 milhões de internações no Brasil por ano.


Doenças cardiovasculares:

São doenças que afetam o coração e os vasos sanguíneos, como a doença coronariana, a doença cerebrovascular (que pode causar AVC), a doença arterial periférica, a doença cardíaca reumática, a cardiopatia congênita e a trombose venosa profunda e embolia pulmonar. Elas são responsáveis por cerca de 400 mil mortes por ano no Brasil.


Canceres:

São doenças que envolvem o crescimento anormal e descontrolado de células que podem invadir tecidos e órgãos. Existem vários tipos de câncer, mas os mais comuns no Brasil são o de pele não-melanoma, o de mama feminino, o de próstata, o de cólon e reto, o de pulmão e o de estômago. O Instituto Nacional do Câncer (INCA) estima que haverá 704 mil casos novos de câncer no Brasil para cada ano do triênio 2023-2025.


Diabetes:

É uma doença que ocorre quando o organismo não produz insulina suficiente ou não consegue usar adequadamente a insulina que produz. A insulina é um hormônio que regula a glicose (açúcar) no sangue. Quando há falta ou resistência à insulina, a glicose se acumula no sangue e pode causar complicações como cegueira, infarto, amputação de membros, insuficiência renal, entre outras. Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 14 milhões de pessoas têm diabetes no Brasil.


Doenças respiratórias crônicas:

São doenças que afetam os pulmões e as vias respiratórias, dificultando a respiração. As mais comuns são a asma, a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), a rinite alérgica e a fibrose cística. Elas podem ser causadas por fatores genéticos, ambientais ou comportamentais, como tabagismo, poluição do ar, exposição a agentes químicos ou biológicos, infecções respiratórias na infância, entre outros. Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 10% da população brasileira tem asma e cerca de 7 milhões têm DPOC.


Essas são algumas das doenças mais comuns no Brasil. Elas podem ser prevenidas ou controladas com hábitos saudáveis, como alimentação equilibrada, atividade física regular, não fumar, evitar o consumo excessivo de álcool, fazer exames periódicos e seguir o tratamento médico adequado.

2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page